Eu preciso usar dois aparelhos auditivos?

Eu preciso usar dois aparelhos auditivos? A resposta é: SIM. Se a sua perda auditiva é nas 2 orelhas e o seu médico indicar uso bilateral, devemos então adaptar dois aparelhos auditivos.

Há uma série de razões pelas quais os usuários podem não querer usar dois aparelhos auditivos.

Entre as preocupações mais comuns está o fato do custo ser maior para dois aparelhos auditivos do que para um. Outra questão, é a estética, acreditam que usar dois aparelhos aparenta ter uma perda maior.

Mas será que um aparelho só não vai ajudar a entender o que as pessoas falam?

Sim! Um aparelho ajudará mais do que não fazer uso de nenhum. Mas a adaptação bilateral procura trazer de volta o ambiente original, sendo a mais adequada quando a perda é bilateral.

Adaptação bilateral traz:

1. Melhor percepção e compreensão de fala em ambientes desfavoráveis

2. Melhora da habilidade para separar os sons de fala do ruído ambiental

3. Melhor qualidade sonora

4. Melhor localização sonora

5. Melhor clareza no som

6. Redução do esforço para escutar

Chamamos de audição binaural quando ouvimos nos dois ouvidos.

A Localização sonora é um dos principais benefícios da audição binaural.

O som chega nas 2 orelhas com milésimos de segundos de diferença, e assim o cérebro é capaz de identificar de onde vem o som.

Existem alguns fatos importantes dessa habilidade em relação à segurança e ao prazer sonoro. A habilidade de localizar sons está presente no dia a dia, na comunicação, sinas de alerta e outras situações do cotidiano.

Esta capacidade permite que os ouvintes não apenas identifiquem a localização de um som ou falante de interesse, mas também que agrupem elementos de uma só direção e atribuam uma identidade separada aos sons provenientes de diferentes direções.

Chamamos isso de análise de cena auditiva, ou seja, a capacidade de reconhecer o ambiente e identificar objetos através do som. É a organização de cenas sonoras de acordo com suas fontes.

Outra vantagem da adaptação bilateral é a melhora na discriminação de frequência e intensidade, o que permite melhor compreensão de fala e qualidade sonora.

Vários estudos demonstraram que indivíduos adaptados com um único aparelho auditivo, com indicação bilateral, sofreram maior perda de capacidade de reconhecimento de fala no ouvido não protetizado ao longo do tempo.

Além disso, ao usar 2 aparelhos precisamos de menor volume em cada um deles. Isso porque quando o cérebro recebe informação das duas orelhas ao mesmo tempo ocorre um aumento da intensidade percebida.

Com menor ganho reduzimos o risco de microfonia, desconforto e distorção sonora. Permite ainda o uso de maior ventilação reduzindo a sensação de oclusão. Além disso, sons suaves que poderiam não ser percebidos com adaptação unilateral passam a ser percebidos.

Adaptação bilateral é a forma de adaptação preferencial para todos os indivíduos com perda auditiva nas duas orelhas.

 

Em casos de perda auditiva de graus diferentes entre as duas orelhas deve-se avaliar, experimentar para então conhecer os benefícios e decidir junto com o fonoaudiólogo a protetização uni ou bilateral.

Os resultados da boa adaptação dependem do grau, tipo da perda e tempo de privação sensorial, da expectativa do paciente e da escolha adequada do aparelho auditivo.

Por Andrea Soares – Fonoaudióloga CRFa – 2 -11424